"Não existem sonhos impossíveis para aqueles que realmente acreditam que o poder realizador reside no interior de cada ser humano, sempre que alguém descobre esse poder algo considerado impossível se torna realidade". Albert Einstein

terça-feira, 11 de julho de 2017

Método de Ensino de Pestalozzi e as dificuldades da Educação atual.

Pestalozzi era adepto do método heurístico de ensino, no qual o papel do pedagogo é o de desenvolver a individualidade da criança em lugar de transmitir-lhe "conhecimentos" e as relações entre docente e discente, principalmente no que tange a disciplina, aquelas devem ser alicerçadas no amor e por ele governadas.

Frente aos valores básicos inerentes à educação estariam a escola e a família desempenhando corretamente suas funções? Segundo a revista Nova Escola (2007), e o Ibope, o docente gosta da profissão, sabe que é "parte da sua função preparar os alunos para um futuro melhor", mas se "ressente por ter de providenciar a Educação global ( valores, hábitos de higiene etc.) que a família não dá. (...) Os alunos são vistos como desinteressados e indisciplinados e são percebidos, junto à família, como os principais problemas de sala de aula".

Conforme a referida revista, 50% dos professores reclamam da sobrecarga de função com relação ao seu papel em sala de aula, (frente à família).

Dado grupo de professores estudiosos analisaram a pesquisa em foco, e concluíram que a participação da família é essencial para que a criança se desenvolva no campo escolar, cabendo portanto, à escola em seu papel contemporâneo, não se limitar apenas a ensinar conteúdos, mas trabalhar valores também, contudo, com a integração da família na rotina escolar, como por exemplo sua participação no Projeto Pedagógico, meio no qual, todos estariam juntos em busca de soluções frente aos desafios, acima de tudo os que estariam ligados à afetividade:" a parceria da escola com a família pode ocorrer em vários níveis e momentos".  

De acordo com a professora Maria Susana Menin, da Faculdade de Ciência e Tecnologia - Unesp - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho   -  São Paulo, como coordenadora da pesquisa sobre Educação Moral e Cívica,  enfatizou que o foco contemporâneo é a formação de um sujeito autônomo, que "defende valores como bons para si e para os outros. (...) Ainda destaca que os estudiosos de hoje afirmam que vivemos uma situação em que a força da competição, da imagem e do poder duela com o respeito e a cooperação(...). Na família como na escola, moral vivida é a moral ensinada. De nada adianta fazer discursos se as práticas os contradizem".

Ambas têm suas responsabilidades (família e escola) e devem exercer seus papéis uma complementando a outra.

Fonte Nova Escola - 2007
Postado por Cris Melo, em 11/07/17

sábado, 8 de julho de 2017

Simulação do Corpo de Bombeiros na EC 19

 Corpo de Bombeiros do DF CBMDF- desenvolve um programa de Combate e Prevenção nas escolas, e de todo o DF. 

No dia 05/07/17, conhecemos na prática tal programa: a simulação de incêndio em um âmbito  escolar por exemplo, a simulação de incêndio do gás de cozinha e como usar o extintor em caso de emergência, tudo isso foi bem simulado pelo Tenente Messias e sua tropa.

Curtam as fotos do momento .                                   
             
 
                               

                 

                             

               
 

                          

               

             
                

       

                   

        

                 

         

              

         

              

        

                 

          

              

        

              
         
☝🏻☝🏻☝🏻☝🏻☝🏻
MOMENTO DA SIMULAÇÃO DO INCÊNDIO

Segue abaixo o outro momento: como agir quando o gás de cozinha incendiar 👇🏻👇🏻

       


Como usar o extintor em caso de incêndio 👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻👇🏻
   

AGRADECEMOS AO CORPO DE BOMBEIROS 🚒 PELA SUA EDUCATIVA CONTRIBUIÇÃO, em especial ao Tenente Messias, por se dispor ao auxílio preventivo dentro das escolas públicas.


Postado por  Cris Melo , em 08/07/17 








sexta-feira, 7 de julho de 2017

ÚLTIMA REUNIÃO DE PAIS DO 1o SEMESTRE

 É preciso cuidar com amor da educação de seu(ua) filho(a). E ser frequentador assíduo das reuniões escolares, é um excelente começo.

A parceria com pais escola quando está afinada, pode contribuir para a formação cidadã dos alunos e solidificar a construção dos conhecimentos estabelecendo um objetivo comum, em casa e na escola, de formar pessoas melhores para a sociedade.
Texto retirado do blog da professora Flor.
  
    

 

 

 

 

 

  
Agradecemos a todos os pais e/ou responsáveis pela participação em nossas reuniões!!
Postado por Cris Melo, em 07/07/17

quinta-feira, 6 de julho de 2017

A Educação para Pestalozzi


Primeiramente vamos conhecer a sua biografia

Postado por Cris Melo, em 06/07/17. Biografia retirada da Wikipedia 


Nome completoJohann Heinrich Pestalozzi
Nascimento12 de janeiro de 1746
ZuriqueSuíça
Morte17 de fevereiro de 1827 (81 anos)
BruggSuíça
NacionalidadeSuíça suíço
Ocupaçãopedagogo
 
                                    



Seu pai morreu quando ainda era criança, foi criado pela mãe, sua família empobreceu. As dificuldades para sobreviver fortaleceram sua alma ainda na infância. Ele conheceu de perto o preconceito social e teve de lutar muito para se tornar conhecido numa sociedade dividida entre nobres e plebeus e entre ricos e pobres. Durante esse período recebeu orientação religiosa protestante, mas considerava-se sempre um cristão, sem defender qualquer religião. 
Após a leitura do Emílio, de Rousseau, Pestalozzi foi influenciado pelo movimento naturalista e tornou-se um revolucionário, juntando-se aos que criticavam a situação política do país.      
Na Universidade de Zurique associa-se ao poeta Lavater num grupo de reformistas. Gastou parte de sua juventude nas lutas políticas mas, em 1781, com a morte do amigo e político Bluntschli, abandonou o partido para dedicar-se à causa da educação.               
     
Casou-se aos 23 anos e comprou um pedaço de terra onde intentou o cultivo de ruiva   (Rubia tinctorum – planta herbácea de onde se pretendia tirar um corante) mas, não sendo agricultor, fracassou.
Por este tempo havia feito de sua casa na fazenda uma escola. Escreveu "As Horas Noturnas de um Ermitão" (Die Abendstunde eines Einsiedlers – 1780), contendo uma coleção de pensamentos e reflexões. A este livro seguiu-se sua obra-prima: Leonardo e Gertrudes ("Leonard und Gertrud" – 1781), um conto onde narra a reforma gradual feita primeiro numa casa, depois numa aldeia, frutos dos esforços de uma mulher boa e dedicada. A obra foi um sucesso na Alemanha, e Pestalozzi saiu do anonimato

O horror da guerra: nasce o "Método Pestalozzi"


A invasão francesa da Suíça em 1798 revelou-lhe um caráter verdadeiramente heroico.   Muitas crianças vagavam no Cantão de Unterwalden, às margens do Lago de Lucerna,  sem pais, casa, comida ou abrigo. Pestalozzi reuniu muitos deles num convento abandonado, e gastou suas energias educando-os. Durante o inverno cuidava delas pessoalmente com extremada devoção mas, em junho de 1799, o edifício foi requisitado pelo invasor francês para instalar ali um hospital, e seus esforços foram perdidos.
Pestalozzi com órfãos em Stans
Em 1801 Pestalozzi concentrou suas idéias sobre educação num livro intitulado "Como Gertrudes ensina suas crianças" (Wie Gertrude Ihre Kinder Lehrt). Ali expõe a sua didáticapedagógica, o Método Pestalozzi, de partir do mais fácil e simples, para o mais difícil e complexo.   Continuava daí, medindo, pintando, escrevendo e            contando, e assim por diante.      





Legado  


Pestalozzi e os órfãos de Stans
Como ele próprio disse, o verdadeiro trabalho de sua vida não se deu em Burgdorf ou em Yverdon. Estava em seus primeiros momentos como educador, com a sua observação, a preparação do homem integral, a prática junto aos órfãos de Stans.
Pestalozzi foi um dos pioneiros da pedagogia moderna, influenciando profundamente todas as correntes educacionais, e longe está de deixar de ser uma referência. Fundou escolas, cativava a todos para a causa de uma educação capaz de atingir o povo, num tempo em que o ensino era privilégio exclusivo.
"A vida educa. Mas a vida que educa não é uma questão de palavras, e sim de ação. É atividade."  
 
    Johann Heinrich Pestalozzi
Os trabalhos completos de Pestalozzi foram publicados em Stuttgart em 1819, 1826, e uma edição por Seyffarth apareceu em Berlim, em 1881.  


















 


quarta-feira, 5 de julho de 2017

FORMATURA Lobo Guará 2017



"FORMATURA  LOBO  GUARÁ"  5os ANOS
DATA: 07/07/2017 - sexta-feira 
À NOITE - 19h 

Postado por Cris Melo, em 05//01/17